Deusa Lakshmi, encontro 19.10.18

Encontro 19.10. 18

Nos círculos sagrados é possível presenciar a cura de profundas feridas da alma feminina. A alma encontra si mesma e o corpo desfruta menos stress e mais preservação.

Abertura

Energização de conexão com a Deusa e os elementos da natureza.

Meditação circular no sentido anti horário, mentalizando emoções e dificuldades que desejamos superar, transcender e deixar ir, com a música Espiral Meditação circular no sentido horário, mentalizando coisas boas que desejamos para nossa vida, em abundancia e prosperidade.

Ainda conectadas com a energia da deusa Lakshmi, trabalhamos seus aspectos de abundância, amor e prosperidade. É hora de escolher um caminho de evolução, expansão e prosperidade.

Partilhas

Tivemos amorosas partilhas do quanto os círculos têm feito bem para todas as nossas deusas. Uma deusa falou sobre o processo de dedicação e cuidados com seu pai, que está doente. Relatou que, mesmo com considerações desanimadoras da equipe médica ela levou seu pai para casa e demonstrou uma fé inspiradora na vida ao assumir a seguinte atitude em relação à situação: “vamos seguir porque temos todos os dias pela frente para viver”. Então, transformando sua vibração energética em fé, amor e disposição, também transformou o estado de saúde do seu pai, que conseguiu caminhar e ficou mais disposto nos dias seguintes. Também mencionou a importância positiva que o círculo, o ambiente do estúdio e a dança têm feito em sua vida.

Outra deusa relatou suas fortes sensações em relação a vivência que fizemos no encontro passado, com a meditação guiada para abertura do chakra cardíaco, com a música “Abrete Corazon”. O quanto a deixou mais perceptiva a este chakra, e aos possíveis bloqueios para abertura e entrega ao amor, devido ás feridas, mágoas e relações abusivas do passado.

Entre outros relatos, tivemos grande motivação para seguirmos em frente, acolhermos nossos sentimentos e abrirmos nosso coração para a liberdade e abundância que nos espera.

Vivências

Fizemos uma lista de coisas boas que temos na vida, por exemplo: lar, companheiro (a), amigos, filhos, alimento, talento, beleza, roupas, saúde, animais, natureza, reconhecendo e agradecendo essa prosperidade. Fizemos outra lista com coisas positivas que desejamos atrair para nossas vida, como novos projetos, trabalho, amor, saúde, determinadas situações.

Dança com Lakshmi, dentro da Lótus:
Fizemos uma dança vivencial dentro de uma Flor de Lótus, principal símbolo da deusa Lakshimi. Esta flor representa a abertura do coração, e o amor em sua plenitude. A flor nasce, passa pela sombra, pelo lodo, se abre e se expande.  Assim como a Lótus, deixamos nossa sombra e subimos em direção à luz. Pois a Lótus aberta nada mais é do que a totalidade, a integração entre a luz e a sombra. Assim como ela, embaixo estão nossas raízes, os emaranhados, os obstáculos que fazem parte do nosso ser. Mas quando conseguimos olhar, acolher e superar, podemos desfrutar da nossa luz interior e do nosso poder feminino, em abundância. Assim, tudo na vida começa a prosperar.

Dentro da Lótus: “Tantas vezes para este coração eu tentei explicar, mas este coração me trouxe para este lugar mesmo assim…”  (mentalizando a limpeza das dores, mágoas e limitações). Nos movimentamos dentro da flor como se estivéssemos nascendo novamente, nascendo para a abundância e beleza da vida, abrindo mais para o amor, as relações e a positividade do universo. Em pé, como movimentos abertos de braços e abertura corporal, dançamos livremente mentalizando tudo que desejamos… Foi lindo.

As manifestações de tantos benefícios que este círculo têm feito nas frequentadoras é, para mim,  a mais forte prova de abundância e prosperidade. A deusa está em cada mulher, presente no divino poder que cada uma tem de se curar e se transformar. Poder presente em relatos como este:

“Suzi, bom dia! Hj acordei com a música do início do círculo “na cabeça” …vou banindo… Gratidão, minha amiga. Os dois últimos encontros foram Libertadores. Me sinto fortalecida e livre. Realmente entrei num processo de cura. Se fosse pra resumir em uma palavra, o último círculo, eu diria que foi Libertador. Quero que outras mulheres tenham essa oportunidade. Obrigada! É um lindo trabalho!”  21.10.18, deusa integrante do círculo.

Amadas, gratidão por falarem como se sentem. É importante e curativo pra mim também. Sempre que desejamos compartilhar nossos processos com nossas manas incentivamos umas as outras a não desistirmos de nós mesmas. Então, sempre que puderem escrever sobre suas impressões e experiências com os círculos, sobre as relações que fazemos com as deusas, se têm feito diferença, podem me passar. Sinto que estamos aumentando nosso campo de energia à medida que nos envolvemos mais, e isso trará mais liberdade e força para vivermos e inspirarmos nosso em torno. Que assim seja. Assim é. Suzi.

Este é um movimento de resgate da espiritualidade feminina em círculo, com partilhas, desabafos, meditações e dança. Estudamos as deusas mitológicas como inspiração representante da multiplicidade das fases e sentimentos femininos. Os alimentos e chás compartilhados também podem ser trazidos pelas integrantes quando sentirem. Sugiro que tenham um caderno pessoal de anotações. Auxilia o processo de autoconhecimento ler suas anotações posteriormente. O Oráculo das Deusas estará sempre disponível. Traga manta/cobertor sempre que possível para manter o corpo aquecido durante as partilhas e meditações. Após seu primeiro encontro peça-me para incluí-la no grupo de contato do círculo, para receber os materiais. Cada encontro tem livre contribuição de R$20 (vinte reais), revertido para ação voluntária no final de cada ano.