Flor de Lótus

Modalidades

Dança do Ventre

A dança do ventre é uma arte milenar ligada à fertilidade e à sexualidade. A mistura da beleza e do mistério dos movimentos torna a dança fascinante. A roupa cheia de detalhes também é outro ingrediente que desperta o charme da mulher. Mas além de trabalhar a sensualidade, a dança do ventre também traz inúmeros benefícios para o corpo e para a mente da mulher. Os benefícios físicos e emocionais fazem dessa dança uma terapia corporal e mental importante para trabalhar a autoestima, estimular o convívio social, relaxar o corpo e combater o estresse. Quem pratica essa modalidade aprende a cuidar e aceitar melhor o próprio corpo, passa a observar que tem diversas qualidades que talvez nunca tenham sido trabalhadas antes.

Burlesque

Dança sensual com origem no século XVII, descendente do estilo teatral Comedia Dell’arte. Apesar do que a maioria pensa é diferente do strip tease, é uma dança mais teatralizada, sensual, menos vulgar. A grande sacada da dança burlesca está no jogo do esconde-esconde, se despir mais sem deixar tudo à mostra. O Burlesque traduz a liberdade da mulher se mostra como ela realmente é, com sua forma física, magrinha ou gordinha, com sua atitude própria, com seu jeito mais debochado ou mais sensual, ou mais ingênuo. O burlesque também está intimamente ligado ao universo pin-Ups como pode ser percebido nos figurinos.

Tribal

Dança que mescla definições e expressões artísticas de inúmeras etnias como: Flamenco, dança indiana, turca, árabe e danças tribais africanas. Misturando tudo isso com alguns movimentos do estilo americano como o hip hop, por exemplo. O figurino pode incluir calças, muitas medalhas, maquiagem mais forte e apresenta movimentos mais arrojados, podendo trabalhar inclusive com músicas de estilo como o rock.

Jazz

Modalidade de dança baseada no improviso e conhecimento do corpo. Com origem Norte Americana, ganhou espaço em teatros com musicais a partir dos anos 20 e nos anos seguintes chegou a Brodway. Em aula essa modalidade trabalha elementos como improviso, consciência corporal, alongamentos, força e coordenação motora, sendo uma modalidade completa quanto ao condicionamento físico.

Balé

Exige movimentos amplos e precisos e membros muito bem alongados, pois a flexibilidade é um componente essencial para uma técnica perfeita. O balé melhora o condicionamento físico, o equilíbrio psicológico, a flexibilidade e o equilíbrio corporal. A técnica é indicada tanto para crianças como para adultos, por ser uma atividade que trabalha todo o corpo.

Flamenco

É a arte que se comunica através das mãos, das expressões faciais marcantes e dos pés acompanhados por passos de sapateado. Esta dança é uma mistura de culturas e seus estilos foram criados sobre bases folclóricas, canções e romances espanhois.

Dança Indiana

 

Danças Terapêuticas