Talita Oliveira

professora Flor de Lótus

Em 2016 Talita foi aprovada na banca do DRT, obtendo registro pelo ministério do trabalho como dançarina profissional. Em novembro de 2017 conquistou o selo de qualidade Khan el Khalili referência para o universo da dança da ventre e em final de julho desse ano tornou-se bailarina noites do harém que é uma categoria especial para as bailarinas que já possuem o selo de qualidade. Para o selo ela se preparou durante um ano com as professoras Suzi Ribeiro e Cintia Janiah. Em 2018 obteve também o selo de qualidade Lulu Hartenbach. Formada em administração e pós graduada em gestão de pessoas Talita sempre gostou de trabalhar com equipes e números e encontrou pessoas e números na vivência de ser professora e na criação de coreografias.

O início

Como muitas bailarinas, Talita se aproximou das danças orientais motivada pelos vídeos da cantora Shakira, e por conta do destino que colocou em seu caminho uma academia que oferecia aulas de dança do ventre. Lá ela encontrou Ellen Hadiyah, também professora Flor de Lótus, que lhe apresentou o universo da dança do ventre.

 

“Na primeira aula já consegui fazer um shimmie e a professora me incentivou por achar que eu tinha potencial”

Antes da dança do ventre Talita se aventurava por outras modalidades, mais especificamente o axé, e ainda adolescente frequentava matinês onde exercitava as coreografias que aprendia. Com seis meses de estudos veio a primeira apresentação em um teatro e, aproximadamente um ano e meio depois, ela começou a atuar como professora substituta auxiliando a professora Ellen que reconhecia todo o esforço e dedicação da aluna.

 

“Eu aprendia as coreografias, não só por ser boa aluna, mas principalmente por ensaiar sem parar em casa”

A professora

A primeira experiência como professora veio também por intermédio de Ellen Hadiyah que recomendou a aluna dedicada para assumir as turmas da academia Nikkei. É bom lembrar que mesmo antes de dar aulas Talita já competia nas categorias amadoras, tanto em grupos como em duplas e trios, após a experiência como professora ela começou também a competir nas categorias solo. Depois de cinco anos na academia Nikkei Talita foi convidada para dar aulas no estúdio Flor de Lótus, onde atualmente tem uma turma de nível intermediário. Recentemente suas alunas conquistaram o primeiro lugar na categoria grupo amador no Belly Dance Curitiba. Resultado direto de sua dedicação e de seu método de trabalho, afinal, todas as aulas ministradas são planejadas e testadas em casa, desde o ritmo que será estudado, até as músicas que serão trabalhadas e os movimentos que serão ensinados.

Os estudos

Os estudos não param e Talita continua se desenvolvendo como professora e como bailarina. Participa de cursos e workshops, faz aulas particulares e, além disso, encontra tempo para estudar em casa. Toda essa dedicação aparece nas diversas colocações e premiações como por exemplo o 1º lugar na categoria solo profissional no Encontro Curitiba em 2017. Seus estudos são intercalados, podendo ser de técnica, musicalidade, improviso ou ainda assistindo vídeos das bailarinas que admira. Não podemos deixar de lado o fato de que ela também ouve muita música árabe, afinal, segundo Talita, esse hábito refina a percepção da leitura enquanto se dança. E também não podemos esquecer dos shows no Bagdá Café que são praticamente treinos de improviso e de expressão na dança.

quartas das 20h às 21h30

Venha conhecer a professora Talita Oliveira

agende uma aula experimental

 

Vídeos indicados para estudo pela professora Talita Oliveira